sms feed

SMS

Secretaria Municipal de Saúde

Rua Dias Cabral, 569, Centro
CEP 57020-250 // Fone: (82) 3315-5180

HIV: conheça as principais formas de prevenção combinada

Novas estratégias de prevenção ao HIV surgem ao longo do tempo, sendo ferramentas complementares no enfrentamento do vírus e ampliando as opções que os indivíduos terão para se prevenir, em relação à única opção disponível até pouco tempo atrás, o preservativo. Entre essas novas estratégias, destaca-se a Profilaxia Pós-exposição (PEP) e a Profilaxia Pré-exposição (PrEP),  que devem ser vistas como novas opções que compõem a prevenção combinada ao HIV.

sms_camisinhas-femininas-e-masculinas-2

A Profilaxia Pós-Exposição (PEP) é uma tecnologia de prevenção que consiste no uso de medicação antirretroviral para prevenir a infecção pelo HIV após uma exposição de risco, como por exemplo, em situações que haja ruptura da camisinha. Ela deve ser introduzida preferencialmente nas primeiras duas horas e em até 72 horas após a exposição de risco e continuada por 28 dias ininterruptos, o que reforça a necessidade de que haja adesão da medicação até a conclusão do tratamento.

No Brasil, a PEP é recomendada no SUS desde 2010, como mais uma forma de prevenção contra o HIV. É importante destacar que essa profilaxia se insere no âmbito da prevenção combinada, que seria o uso simultâneo de diferentes abordagens de prevenção, para responder a necessidades específicas de determinados públicos e de determinadas formas de transmissão do HIV.

Para garantir a prevenção e diminuir os riscos de contrair o vírus, os indivíduos podem tomar alguns cuidados, utilizando-se da técnica da prevenção combinada. Confira abaixo as principais orientações:

1-Use camisinha sempre, ela é a única forma de proteção contra todas as infecções sexualmente transmissíveis (IST), além de evitar gravidez;

2-Se esqueceu de usar camisinha, existe a PEP – profilaxia pós exposição, que é a utilização de medicações antirretrovirais por 28 dias para reduzir o risco de contrair o HIV. A PEP deve ser iniciada o mais rápido possível e no máximo até 72 horas após a relação;

3- Não compartilhe seringas ou agulhas, estes instrumentos podem transmitir HIV e hepatites virais;

4-Descubra se você é ou não soropositivo, faça o teste rápido do HIV;

5-Se seu exame for positivo, inicie o tratamento o mais rápido possível. Além de proteger sua saúde, o tratamento vai diminuir o risco de você transmitir o vírus para outras pessoas;

6-Teste para HIV durante o pré-natal. Isso também inclui o exame do parceiro. Caso positivo ou reagente, o tratamento correto reduz a transmissão para o bebê.

Se ficou exposto a uma situação de risco e com suspeita de ter contraído o vírus do HIV, saiba onde encontrar a PEP:

Onde encontrar PEP

  • Unidade de Pronto Atendimento José Alfredo Vasco Tenório (UPA Trapiche). Endereço: R. Cabo Réis, s/n – Ponta Grossa, Maceió – AL. Tel:(82) 3315-5180
  • UPA Dr. Roosevelt Falcão Calvacanti (UPA Benedito Bentes)

Endereço: AL-105, 935-981 – Benedito Bentes, Maceió – Tel.: (82) 3313-7535

  • Hospital Escola Dr. Hélvio Auto (HEHA)

Endereço: R. Cônego Fernando Lyra, s/n- Trapiche da Barra, Maceió – Tel.: (82) 3315-3744

Onde fazer acompanhamento após iniciar a PEP

  • Serviço Ambulatorial do Hospital Escola Dr. Hélvio Auto (SAE/HEHA)

Endereço: R. Cônego Fernando Lyra, s/n- Trapiche da Barra, Maceió – Tel.: (82) 3315-3244

  • PAM SALGADINHO – CTA do Bloco I

Endereço: Rua Mizael Domingues, 241 – POÇO, Maceió – Tel.: (82) 315-5302

Ascom SMS

 

 

bg azul