semed feed

SEMED

Secretaria Municipal de Educação

Rua General Hermes, 1199, Cambona
CEP 57017-000 // Fone: (82) 3315-4553

Instituto Ayrton Senna acompanha programa em escolas de Maceió

1502-ana-dayse-_mindlab-jf-14

Escolas, professores e alunos que participarão do programa MenteInovadora na Rede Municipal de Educação em 2017 serão tema de estudo que será realizado pelo Instituto Aryton Senna. A informação foi apresentada nesta quarta-feira (15), durante reunião entre a secretária Municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, do vice-presidente Executivo da MindLab, Emílio Munaro, representante do Instituto Aryton Senna, e da coordenação geral de Ensino Fundamental.

Um dos principais pontos debatidos durante a reunião, de acordo com a secretária  Ana Dayse Dorea, foi a avaliação do impacto da metodologia do programa MenteInovadora nas escolas da rede onde o programa irá atuar. “Em Maceió, desde que fizemos a adesão ao programa MenteInovadora, temos observado que o investimento tem ajudado a melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que cresceu de 4.1, em 2013, para 4.4 em 2015. Esses dados são a prova de que estamos no caminho certo”, salienta Ana Dayse.

Em Maceió o projeto já atua há mais de três anos e beneficiou mais de 15 mil alunos da rede. O programa MenteInovadora trabalha o desenvolvimento de habilidades cognitivas e socioemocionais nos alunos. Esse trabalho, segundo Emilio, sempre foi avaliado, porém, dessa vez, terá a avaliação mais isenta, que será realizada pelo Instituto Aryton Senna, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Como parte da metodologia do estudo, as escolas que participarão do programa serão contempladas por meio de sorteio. “Como parte de um estudo isento, o Instituto exige que a escola seja sorteada, e não escolhida, ou seja, só a partir do sorteio, vamos garantir que o estudo seja mesmo isento de qualquer viés, sem que haja critérios para essa escolha. Sendo assim, vamos poder avaliar de fato o impacto da metodologia do programa MenteInovadora em cada uma dessas escolas”, destaca.

Das 41 escolas que participaram em 2015, 25 aumentaram o Ideb. O estudo, segundo Emilio Munaro, vai ajudar a identificar por que umas evoluíram, por que algumas mantiveram e outras retroagiram, e o que tem que ser feito para que as escolas melhorem o Ideb, que é o principal objetivo.

Sobre a MindLab

A Mind Lab existe há mais de 23 anos. A empresa foi criada em Israel em 1994 e atua em 25 países, com dois milhões de estudantes que usam a metodologia. Em 23 anos, foram feitos 17 estudos de impacto de metodologia que resultaram em 14 relatórios de publicação científica sob o impacto da metodologia do programa MenteInovadora no desenvolvimento de habilidades e competências em alunos.

Janaina Farias / Ascom Semed

bg azul