sms feed

SMS

Secretaria Municipal de Saúde

Rua Dias Cabral, 569, Centro
CEP 57020-250 // Fone: (82) 3315-5180

Saúde leva mutirão de testagem rápida para Aids/HIV à Vila dos Pescadores

agencia_brasil-1

Mutirão itinerante de prevenção da Aids/HIV estará neste sábado na Vila dos Pescadores. Foto: Agência Brasil

Com o objetivo de ampliar o diagnóstico precoce de casos de Aids e HIV e o encaminhamento desses pacientes para o tratamento adequado, a Gerência de Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza, neste sábado (20), a partir das 8h, um novo mutirão de testagem itinerante.

Desta vez, a ação será destinada aos moradores da Vila dos Pescadores, no Trapiche da Barra, e contará com a realização de testes rápidos de Sífilis, Hepatites B e C e HIV, além da distribuição de material informativo e aconselhamento por parte dos profissionais de saúde.

Os mutirões, que vêm sendo realizados a cada 15 dias em comunidades das regiões mais vulneráveis do município, fazem parte da nova estratégia de atuação que a Gerência vem desenvolvendo para tentar conter o crescimento do número de casos dessas doenças em Maceió.

De acordo como os números da série histórica 2007/2017 dos casos de Aids e HIV, registrados pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Sinan Net, a capital alagoana mostrava, até o último mês de abril, um total de 1.059 casos investigados de HIV, 349 deles só em 2016. Já com relação aos números da Aids, foram 2.056 casos notificados nos últimos 10 anos, sendo 1.481 vivos e 575 óbitos.

“Esse quantitativo é muito elevado e esses números podem ser ainda maiores se levarmos em consideração que a notificação compulsória (obrigatória) dos casos de HIV só passou a ser feita a partir de 2014”, ressalta a gerente responsável pela área na SMS, Mardjane Lemos.

Capacitação

Dentro dessa nova estratégia de trabalho, a Gerência também vem reforçando a capacitação dos profissionais – em especial dos agentes comunitários de saúde – para as ações de prevenção, aconselhamento e testes de fluido oral. A abordagem, no entanto, deixou de ser apenas sobre os números absolutos de casos notificados em Maceió. Agora, os profissionais conhecem os dados da região ou bairros onde atuam, aproximando-se ao máximo dessa realidade.

“Perceber o avanço dos números de casos de Aids e HIV a partir dessa perspectiva torna os profissionais muito mais eficientes na busca ativa de pessoas com vulnerabilidade acrescida para HIV, principalmente nas áreas de abrangência da Estratégia Saúde da Família (ESF). Dessa forma, teremos como chegar àquele usuário que ainda não sabe que tem a doença ou vírus e tratá-lo adequadamente”, afirma Mardjane.

Além das capacitações, o município de Maceió tem feito grande investimento em ações de prevenção, como oferta de testes rápidos e preservativos, intervenção das equipes do Consultório na Rua e ações educativas em escolas e comunidades.

Ascom SMS

bg azul