semptur feed

SEMTUR

Secretaria Municipal de Turismo

Avenida da Paz, 1422, Centro
CEP 57020-440 // Fone: (82) 3336-4409

Semtur realiza jornada de planejamento de ações para 2018

Colaboradores da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) participaram, nessa segunda (8) e terça (9), de uma jornada de planejamento para realização e monitoramento de projetos e ações da pasta previstas para 2018. Além do mapeamento de processos de cada setor, a programação contou com palestras, debates e dinâmicas de grupo.

Secretária adjunta do Turismo de Maceió, Luciana Sagi, ministrou palestra sobre turismo sustentável (Foto: Ascom/Semtur)

Secretária adjunta do Turismo de Maceió, Luciana Sagi, ministrou palestra sobre turismo sustentável (Foto: Ascom/Semtur)

Dividida em grupos temáticos de acordo com as áreas da secretaria, a equipe definiu matrizes, ações e etapas necessárias para a entrega dos projetos, bem como prazos e atores envolvidos, com o propósito de otimizar, estruturar e integrar as ações da pasta.

“É o momento de focar em um plano geral de organização dos projetos e resultados, compartilhar as experiências, planejar as atividades e dar prosseguimento às ações em andamento. Dessa forma, conseguimos maior clareza sobre as metas e integração da equipe, o que influencia diretamente nas entregas”, avaliou a secretária adjunta da Semtur, Luciana Sagi, que ministrou uma palestra sobre o turismo como vetor de desenvolvimento local para Maceió.

De acordo com Sagi, o turismo tem um papel fundamental no incentivo a políticas públicas, no resgate da identidade cultural e desenvolvimento econômico de uma cidade. “Do ponto de vista internacional, a produção do turismo já é maior do que a de produtos alimentícios, do setor automobilístico, por exemplo. É uma grande força econômica, capaz de promover a inclusão social e a redução da pobreza”, pontuou.

A secretária municipal de Assistência Social, Celiany Rocha, também participou do evento, com uma palestra sobre a execução de ações e projetos em um ambiente de limitação de recursos. “Nós trabalhamos com situações emergenciais que nem sempre são previstas. E o planejamento precisa, de algum modo, contar com imprevistos, além de uma equipe dedicada a atender à demanda da população”, destacou.

Outra palestra foi ministrada pelo biólogo Filipe Sofiati, responsável pela gestão do Parque da Restinga de Bertioga, no litoral de São Paulo. Mestre em biologia e doutorando em oceanografia, o gestor apresentou um estudo de caso sobre o trabalho realizado no parque, que conta com uma equipe reduzida e projetos de desenvolvimento sustentável.

Ao final da jornada, os colaboradores de cada setor compartilharam o planejamento de projetos específicos, em um debate aberto. A proposta é que reuniões para o monitoramento de ações sejam realizadas semanalmente.

Bárbara Pacheco/Ascom Semtur

bg azul