generico feed

FMAC

Fundação Municipal de Ação Cultural

Av. da Paz, 900, Jaraguá
CEP 57025-050 // Fones: (82) 3336-2357

Cultura: Vamos Subir a Serra é lançado nesta quinta

Evento reuniu os realizadores e parceiros do Vamos Subir a Serra.

Evento reuniu realizadores e parceiros do Vamos Subir a Serra. Foto: Ascom Fmac

Nesta quinta-feira (11), no Centro Cultural Arte Pajuçara, foi realizado o lançamento do Vamos Subir a Serra 2018, evento que acontecerá entre 14 e 19 de novembro em Maceió e terá parte da programação na Serra da Barriga, em União dos Palmares. O evento é idealizado pelo Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô e realizado em parceria com a Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac) e a Fundação Cultural Palmares.

O Vamos Subir a Serra vai agregar na programação o tradicional Saurê Palmares, ação realizada pela Fmac desde 2013 em celebração ao Mês da Consciência Negra. Segundo o presidente da Fundação, Vinicius Palmeira, o evento é uma reunião de diversas naturezas para saudar a importância da Serra da Barriga. “Reforça as ações de política afirmativa contra o racismo. Nosso esforço é para chamar atenção da sociedade para as composições étnicas e a diversidade das descendências de nosso povo”, afirmou.

Composta por atividades específicas e inovadoras, elaboradas para dar evidência ao episódio histórico da luta pela liberdade no solo sagrado do Quilombo dos Palmares, a segunda edição do Vamos Subir a Serra pretende proporcionar à comunidade local e à sociedade a visão de que o Marco da Consciência Negra, para além de data comemorativa, deve ser um momento de reflexão.

A vice-presidente do Anajô, Valdice Gomes, ressaltou o diferencial do projeto. “Além do desenvolvimento do empreendedorismo negro, tem a capacidade de agregar novas ações, como o desfile afro-indígena, o Papoeira, aulão de capoeira do Conselho de Mestres de Capoeira de Alagoas, e o Transhow”, disse.

A Serra da Barriga foi declarada patrimônio cultura do Mercosul de 2017. Para o presidente da Fundação Cultural Palmares, Erivaldo Oliveira da Silva, Alagoas foi o local onde houve a maior resistência à escravidão do Brasil e abrigou o maior quilombo do mundo, o Quilombo dos Palmares. “O Vamos Subir a Serra é muito importante para que as pessoas conheçam a Serra da Barriga e saibam que aquele lugar é sagrado e é símbolo de resistência dos antepassados dessa sociedade”, destacou.

Missão Maceió-Benin

A programação também contará com a exposição Benigno Benin, do artista visual Francisco Oiticica, um dos sete membros da delegação capitaneada pelo presidente da Fmac, Vinícius Palmeira. O grupo esteve em missão cultural de 10 dias em Benin, país africano localizado às margens do Golfo da Guiné, um dos maiores contribuidores para a formação étnica de Alagoas. Nas palavras do presidente, a exposição está “cheia de vivacidade e das cores do Benin”.

Uma das mesas do Vamos Subir a Serra tratará justamente do relato da viagem, feito pelos membros da delegação.  “Será uma apresentação das emoções e das impressões de cada um dos membros da delegação. A intenção é vincular, cada vez mais, Maceió ao Benin”, complementou Vinícius Palmeira.

Ascom Fmac

bg azul