feed

SEMTUR

Secretaria Municipal de Turismo

Avenida da Paz, 1422, Centro
CEP 57020-440 // Fone: (82) 3336-4409

Maceió Inclusiva: vencedores serão conhecidos na segunda

Os vencedores do Prêmio Inovação em Economia Circular, que destina R$ 200 mil para projetos, práticas e ideias que tragam soluções aos resíduos das cadeias produtivas da pesca e do sururu, serão apresentados na próxima segunda-feira (14), às 9h, no Gabinete do Prefeito Rui Palmeira. Ao todo, foram selecionados sete ganhadores de quatro categorias, destinadas a instituições de pesquisa, entidades da sociedade civil organizada, iniciativa privada e empreendedores individuais.

Novo modelo de cultivo de sururu foi apresentado a pescadores e marisqueiras, que serão contemplados pelas iniciativas de economia circular. Foto: Luiz Rios /Ascom Semtur

Além do chefe do Executivo Municipal, o encontro contará com a participação do titular da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), Jair Galvão, da diretora técnica do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS), Jannyne Barbosa, e representantes do Comitê Institucional do projeto e das comunidades que serão beneficiadas.

A iniciativa, conforme o secretário de Turismo, vai apoiar financeiramente as ações propostas para valorização e reaproveitamento dos resíduos como matéria-prima de outras cadeias produtivas. “O prêmio fomenta modelos de economia circular para a produção de novos produtos em outras cadeias produtivas, a partir dos resíduos da pesca e do sururu. São recursos subaproveitados que são valiosos para cadeias como a construção civil e a agropecuária. É um momento muito importante para conhecer as ideias vencedoras e potencializar negócios sustentáveis”, avaliou.

De acordo Jannyne Barbosa, à frente da instituição encarregada pela execução do projeto Maceió Inclusiva, por meio da Economia Circular, as propostas vencedoras serão apresentadas pelos proponentes na ocasião. “As sete empresas selecionadas no edital terão três minutos para apresentar, de forma resumida, o conceito das propostas vencedoras, objetivo e como se dará a execução. Os ganhadores têm um prazo de um ano para executar a ideia com o apoio financeiro que o prêmio oferece”, explicou.

São R$ 50 mil destinados a instituições de pesquisa, R$ 60 mil para entidades da sociedade civil organizada, R$ 60 mil para a iniciativa privada e R$ 30 mil para empreendedores individuais. Cada categoria contempla dois ganhadores, exceto a de empreendedores individuais, com um vencedor.

O Maceió Inclusiva, por meio da Economia Circular, vai qualificar a atividade pesqueira no Jaraguá e na Lagoa Mundaú, melhorando a qualidade de vida da população que sobrevive da pesca nestas regiões. O projeto é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Maceió, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Fundo Multilateral de Investimento (Fumin), e o Iabs, além de contar com o apoio da Braskem, Sebrae, Desenvolve e Universidade Politécnica de Madri.

Bárbara Pacheco / Ascom Semtur

bg azul