feed

SEMAS

Secretaria Municipal de Assistência Social

Avenida Comendador Leão, 1.383, Poço.
CEP 57025-000 // Telefone: (82) 3315-7378

Maceió adere à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa

Com o objetivo de conscientizar a população idosa vulnerável e gerir o envelhecimento saudável dos maceioenses, a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) promove diversos eventos e discussões sobre a qualidade de vida deste público. Nesta sexta-feira (15), durante um seminário sobre envelhecimento feminino, a Semas assinou a adesão da Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, que propõe políticas públicas e penalidades para a violação dos direitos dos cidadãos com mais de 60 anos.

Seminário sobre a mulher idosa discute o desafio do processo de envelhecimento. Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

De acordo com o diretor do Departamento de Atenção ao Idoso do Ministério da Cidadania, Leonardo Milhomem, que ministrou a primeira palestra do evento, o Governo Federal vê a Estratégia Brasil como um caminho para o envelhecimento ativo e sustentável, além de um meio para reafirmar o compromisso com a efetividade do Estatuto do Idoso.

“Este plano estratégico configura um cenário que busca acertos na efetividade dos direitos e do Estatuto do Idoso. Com o programa, o Governo Federal tem como objetivo primário a centralidade e o protagonismo das pessoas idosas ao longo de suas trajetórias, para que possamos encontrar caminhos ativos e sustentáveis para o processo de envelhecimento”, explicou Milhomem.

Secretária-adjunta de Assistência Social assina adesão ao Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa. Foto: Ascom Semas

Ainda segundo o diretor do Departamento de Atenção ao Idoso do Ministério da Cidadania, o foco do programa é a população idosa vulnerável. “Há uma diferença entre as pessoas que envelhecem com condições financeiras e as que não envelhecem. É muito difícil aproveitar o tempo livre e manter a saúde em dia sem os recursos necessários. Então, tendo isso em vista, nosso foco é justamente a população idosa vulnerável e o número dessas pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) já ultrapassa os R$ 6 milhões em um contexto R$ 26,9 milhões”, disse.

A Estratégia se divide em diversas fases (adesão, diagnóstico, aprovação, ações obrigatórias, execução dos planos e monitoramento dos resultados) e, por meio delas, se espera um crescimento nos números de ações e políticas públicas para esta população específica.

Seminário sobre a mulher idosa discute o desafio do processo de envelhecimento. Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

Segundo a secretária-adjunta de Assistência Social de Maceió, Nadja Braga, a adesão foi um grande passo para o município de Maceió. “Nós já trabalhamos o público idoso nos Cras com ações de fortalecimento de vínculos e qualidade de vida. É um trabalho importante de garantia de direitos e redução das desigualdade. A partir do Estratégia Brasil, teremos o fortalecimento das políticas públicas voltadas às pessoas idosas”,  destacou.

Além da assinatura, o Seminário Mulher Idosa e os Desafios no Processo de Envelhecimento também contou com palestras e mesas redondas sobre o tema. A ação fez parte da programação da Prefeitura de Maceió para o Mês da Mulher.

De acordo com a Diretora de Promoção da Cidadania e dos Direitos Humanos da Semas, Sonály Bastos, o seminário visa garantir o espaço das mulheres idosas no meio social. “Nós da Semas entendemos que para se manter vigilante sobre seus próprios direitos é necessário que o acesso à informação seja possibilitado. Este seminário busca justamente informar e conscientizar as mulheres idosas sobre quais são os locais seguros para elas estarem, quais são seus direitos e como denunciar em casos de abuso. Como o próprio nome já diz, o processo de envelhecimento feminino é cercado de desafios e queremos abranger isso em sua totalidade”, afirmou.

Dona Corina Francisca tem 102 anos e foi homenageada na categoria 100+. Foto: Ascom Semas

Cinco idosas foram homenageadas por contribuírem para a promoção, valorização e defesa dos direitos das pessoas idosas na capital alagoana. As homenagens foram classificadas como 100+, 90+, 80+, 70+ e 60+.

Dona Corina Francisca, que tem 102 anos, foi uma das homenageadas. Ela falou sobre a felicidade de receber esse tipo de reconhecimento. “É uma honra pra mim, me sinto homenageada de verdade. É difícil envelhecer e ainda mais chegar a minha idade. É uma felicidade poder estar aqui”, disse ela.

O evento aconteceu no auditório do Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), localizado no bairro do Farol. O seminário também abordou tópicos relacionados à saúde, transporte, educação, cultura e abandono dos idosos.

Lisa Gabriela (estagiária)/ Ascom Semas

bg azul