feed

SMG

Secretaria Municipal de Governo


Rua Sá e Albuquerque, Jaraguá, Nº 235 -
CEP: 57022-180 - Maceió/AL // Fones: (82) 3315-5042 / 3787

Procon Maceió orienta sobre cuidados na hora das compras de Páscoa

Para evitar contratempos na hora de aproveitar a Páscoa, é importante que o consumidor fique atento aos preços e à qualidade dos produtos. O Procon Maceió orienta sobre os cuidados na hora das compras para evitar prejuízos no bolso e até comprometer a saúde. O órgão também já divulgou a pesquisa sobre ovos de Páscoa na semana passada. Confira aqui.

A principal dica do Procon para a compra do ovo de Páscoa é pesquisar preços e evitar compras com crianças. “Elas podem influenciar uma compra mais cara. A observação também é indispensável. O consumidor deve conferir informações como data de validade, peso líquido e composição”, orienta Leandro Almeida, diretor-executivo do Procon Maceió.

Leandro Almeida também alerta que o rótulo deve informar a lista de ingredientes que compõem o produto, como a adição de açúcar ou glúten. “É importante ficar atento ao peso dos ovos, pois as numerações indicadas pelos fabricantes nos rótulos não são equivalentes entre as marcas”, lembra o diretor.

Leandro Almeida – Diretor Executivo Procon. Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

“Os ovos de Páscoa com brinquedos são sempre bem vistos pela criançada, mas é fundamental que os consumidores comprem apenas os produtos com o selo do Inmetro e não esqueçam de olhar a idade recomendável para utilizar o objeto”, acrescentou Almeida.

Promoção

De acordo com o diretor do Procon Maceió, na hora da promoção, a atenção deve ser redobrada. “É importante que o consumidor tenha consciência de que se optar por ovos dispostos em bancas de promoção, com a informação de que estão quebrados, normalmente mais baratos que outros em perfeitas condições, o vendedor não será obrigado a trocar o produto. É preciso também verificar se há sinais de violação do conteúdo para certificar que está protegido de insetos e de contaminação”, explica.

Ceia

Já para os produtos da ceia de Páscoa, observar a conservação é fundamental. “Os peixes frescos devem estar conservados em gelo, apresentar olhos brilhantes e escamas bem presas ao corpo. No caso do peixe congelado e aqueles que são vendidos em embalagens, verificar no rótulo o registro no órgão de fiscalização, indicação de temperatura para conservação, data de acondicionamento e prazo de validade”, detalha Almeida.

Para o consumidor que não dispensa o famoso peixe bacalhau, é importante conhecer a procedência do produto. “Não se deve adquirir o peixe que estiver com manchas avermelhadas ou pintas pretas no dorso, sinais que indicam a presença de bolor ou deterioração. Por ter um preço de venda relativamente alto, uma sugestão seria substituir o bacalhau por peixes frescos da temporada”, complementa o diretor do Procon Maceió.

O maceioense pode tirar dúvidas ou fazer reclamações nos postos de atendimento pessoal, no Procon Maceió, na Rua Dr. Pedro Monteiro 47, pelo telefone 0800 082 4567 ou WhatsApp (82) 98882-8326.

Thiago Aquino/Secom Maceió

bg azul