feed

SEMED

Secretaria Municipal de Educação

Rua General Hermes, 1199, Cambona
CEP 57017-000 // Fone: (82) 3315-4553

Alunos participam de debate em projeto do TJ/AL

O que 100 estudantes dos 9º anos das Escolas Municipais Haroldo da Costa e Silvestre Péricles têm em comum além de estudarem nas unidades de ensino de Maceió? Para o Projeto Cidadania e Justiça na Escola, que levou os alunos para um dia de debates sobre o filme “Selma – Uma Luta pela Igualdade” na manhã desta quinta-feira (15), no auditório da Escola Superior de Magistratura de Alagoas (Esmal), há muita coisa, sendo a principal delas a capacidade de lutar pelos próprios direitos.

Alunos e professores assistiram ao filme que conta a hsitória de luta de Martin Luther King. Foto: Caio Loureiro/TJAL

Segundo a pedagoga Luzia Rodrigues, facilitadora do projeto do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) com a Secretaria Municipal Educação de Maceió (Semed), o filme, que conta a história da luta de Martin Luther King pelo direito ao voto dos norte-americanos negros, não foi escolhido em vão.

Alunos da SEMED estiveram no auditório da ESMAL nesta manhã (15). Foto: Caio Loureiro/TJAL

“O cinema é uma das maneiras que encontramos de passar os conhecimentos para esses alunos, e esse filme tem uma temática que fala sobre o racismo, o preconceito que até hoje está arraigado na sociedade. Mas, principalmente, escolhemos essa obra para que os alunos entendam que todos nós temos direitos enquanto seres humanos, além da necessidade de persistir por causas justas”, explicou a professora.

Aluno da Escola Municipal Haroldo da Costa, Gabriel falou sobre os ensinamentos do filme “Aprendi que podemos mudar as coisas sem violência, só com a força da palavra.” Foto: Nathaly Correia/estagiária (ascom/semed)

Os encontros acontecem diversas vezes ao mês com palestras, debates e momentos de exibição de filmes e peças que abordam temas do cotidiano das escolas. Em outubro, os alunos escrevem redações sobre os assuntos trabalhados durante os encontros ao longo do ano, e são premiados aqueles que ficarem em primeiro e segundo lugar.

A professora da SEMED Luzia Rodrigues debateu com os alunos após a exibição do filme. Foto: Nathaly Correia/estagiária – Ascom/Semed

“Esse ano a premiação acontecerá em novembro e vamos contemplar tanto os alunos da rede municipal que ficarem em primeiro, segundo e terceiro lugar no concurso de redações, quanto premiar um professor da rede que tenha contribuído nessas atividades” frisou Luzia.

Para o aluno do 9º ano da Escola Municipal Silvestre Péricles, Davi Ramos, o projeto é muito bacana e sempre trata de assuntos que ele e seus colegas vivenciam no dia a dia. “Essa é a quarta vez que participo do projeto e eu acho muito legal, ajuda bastante a gente a entender o certo e o errado. É a primeira vez que tô assistindo o filme e a gente vê bastante esses temas, né, o racismo, o preconceito no dia a dia mas dá pra ver que a gente consegue lutar contra isso se estiver junto”, afirma.

Nathaly Correia/estagiária (Ascom/Semed)

 

bg azul