feed

SEMAS

Secretaria Municipal de Assistência Social

Avenida Comendador Leão, 1.383, Poço.
CEP 57025-000 // Telefone: (82) 3315-7378. Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.

Programa Primeira Infância Cidadã realiza segunda capacitação

Foi iniciado nessa quarta-feira (14) a segunda etapa da capacitação para os profissionais que atuarão no Programa Primeira Infância Cidadã da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). O treinamento, que segue até o dia 23 agosto, está sendo realizado no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Área Lagunar, no bairro do Prado, na parte baixa da capital.

Segundo a coordenadora do programa, Wellida Santos, a primeira parte foi realizada dos dias 5 a 9 deste mês, no Maceió Mar Hotel. “No primeiro momento, os multiplicadores do Ministério da Cidadania e as multiplicadoras da Secretaria Municipal de Assistência Social capacitaram  os supervisores, os visitadores, os profissionais do Cras, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e das Unidades de Acolhimento referente ao programa”, disse a coordenadora.

A segunda etapa da capacitação é mais especifica, já que  a primeira abordou o programa em um contexto geral. “A partir desta etapa, nós iremos falar da execução do programa. Das funções, além de abordar as atribuições de cada profissional. Então, essa parte é especifica somente para os supervisores e visitadores”, esclareceu Wellida.

 

Supervisores e visitadores participam da segunda etapa da capacitação

Os supervisores capacitados na semana passada estão treinando as equipes do programa que atuarão nas regiões do Cras Bela Vista, no Sítio São Jorge, e do Cras Área Lagunar e Selma Bandeira, no Benedito Bentes.

Os profissionais farão acompanhamentos e orientações domiciliares, auxiliando gestantes, crianças de até 3 anos e suas famílias beneficiarias do Programa Bolsa Família, crianças de até 6 anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e suas famílias, e crianças de até 6 anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção.

A coordenadora ressalta que a qualificação vai preparar os visitadores para tratar das visitas domiciliares, que é a ferramenta de trabalho de cada um dos visitadores. “Serão realizadas as visitas domiciliares a famílias que possuem esse público e que estão inseridas nos atendimentos dentro dos territórios dos Cras. Os supervisores irão dar o suporte e realizar os acompanhamentos para dar as devidas resoluções que forem apresentadas nas demandas”, concluiu a coordenadora.

A meta de atendimento do Programa Primeira Infância Cidadã para Maceió são 1500 famílias.

Maria Maia (estagiária) /  Ascom Semas

bg azul