feed

SMS

Secretaria Municipal de Saúde

Rua Dias Cabral, 569 - Centro
CEP 57020-250 // Fone: 82 3312-5400
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.

Novembro Azul alerta homens sobre cuidados com a saúde

Buscando conscientizar os homens para o cuidado integral com sua saúde e também para a prevenção do câncer de próstata, teve início na manhã desta segunda (4), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a campanha do Novembro Azul. A mobilização, que ocorre ao longo de todo este mês, busca despertar nos homens a necessidade do autocuidado.

Abertura do Novembro Azul na SMS; objetivo é conscientizar os homens sobre o autocuidado. Foto: Ascom/SMS

De acordo com Camila Calaça, coordenadora do Programa de Atenção à Saúde do Homem da SMS, o objetivo geral da campanha não é só o diagnóstico e tratamento câncer, mas sim o cuidado integral com a saúde do homem. “O mês ficou conhecido como Novembro Azul devido ao Dia do Combate ao Câncer de Próstata ser dia 17 de novembro. Porém, nossa preocupação é orientar esses homens a procurarem as unidades de saúde durante todos os meses do ano, e não só novembro, para prevenir também a hipertensão, o diabetes e doenças a ela associadas e também para o incentivo ao pré-natal do parceiro, por conta da, ainda alarmante, incidência de sífilis congênita”, destacou.

Durante o mês, as unidades de saúde funcionarão, além de seus serviços habituais, com atendimentos voltados ao público masculino e, no dia 23 de novembro, um sábado, será realizado o Dia D da mobilização. “No sábado, ofertaremos todos os serviços que a unidade já oferece, porém, apenas para os homens, que podem contar com consultas com clínicos gerais, nutricionistas e, dependendo da necessidade do paciente, também serão feitos encaminhamentos para urologistas e demais especialistas. Para isso, contamos com a parceria de nossa rede contratualizada com hospitais e clínicas para atender a essa população, também com a realização de exames”, explicou a coordenadora  Camila Calaça.

Mesa de abertura da campanha contou com técnicos da Sesau e SMS: foco na saúde do homem. Foto: Ascom/SMS .

Já para Ednalva de Araújo, coordenadora geral de Atenção Primária do município, é preciso mudar o pensamento de que só é preciso procurar a unidade de saúde quando já está doente. “Por uma questão cultural, os homens procuram menos as unidades de saúde do que as mulheres, pois, historicamente, as mulheres foram mais orientadas a cuidar de sua saúde. Então é preciso um olhar diferenciado com esse público, mais acolhedor para que ele continue no serviço de saúde”, afirmou.

A coordenadora destacou, ainda, que durante a campanha alguns eixos principais serão trabalhados. “O pré-natal do homem, com realização de testes rápidos e atualização de vacinação; identificação de doenças prevalentes na população masculina, que não é só o câncer de próstata, mas doenças cardiovasculares e tuberculose; prevenção de violência e acidentes de trabalho e saúde sexual e reprodutiva. Além, é claro, de despertar para o cuidado com a saúde mental, para não desencadear doenças físicas”.

O evento contou com a participação de Marcos Martins, coordenador de Saúde do Homem da Sesau. Segundo ele, o Novembro Azul traz a temática do câncer de próstata muito forte, mas é preciso perceber que a saúde do homem é integral. “Deve-se pensar em todos os ciclos, nos 12 meses do ano, pois os homens, quando entram no serviço, é por conta de doenças já instaladas como infarto, AVC, entre outras”, afirmou.

Marcos Martins, coordenador do Programa de Saúde do Homem da Sesau. Foto: Ascom/SMS

Nara Albuquerque, diretora de Atenção à Saúde do município, alertou que, se diagnosticado de forma precoce, o câncer de próstata tem 90% de chances de cura. “Então, durante este mês, é preciso que reforcemos esse cuidado que deve durar o ano inteiro para que os homens cheguem ao serviços com chances maiores de tratamento e cura”, disse.

Palestras

Na abertura da campanha, acadêmicos de Medicina, por meio da Liga Urológica Acadêmica da Uncisal (LUAU), fizeram palestras  sobre câncer de próstata e câncer de pênis.

A acadêmica Isabela Munhoz falou sobre câncer de próstata, seus principais sinais e sintomas, assim como diagnóstico e tratamento. “O diagnóstico do câncer de próstata é feito por exame clínico (toque retal) e com a confirmação por meio de biópsia. O tratamento é feito por cirurgia associada à radioterapia e tratamento hormonal”, explicou.

Isabela Munhoz, acadêmica de medicina, falou sobre câncer de próstata. Foto: Ascom/SMS

Sobre as formas de prevenir a doença, a acadêmica destacou as principais: adoção de práticas de vida mais saudáveis, como exercícios físicos, alimentação balanceada, não fumar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e manter o peso adequado.

Geanderson Santana, também acadêmico de medicina da Uncisal, falou sobre câncer de pênis. “No Brasil, 16% dos homens podem apresentar sintomas do câncer de pênis, que é o aparecimento de feridas e lesões na área, secreção e aparecimento de tumores. As principais causas são higiene precária (responsável por 80% dos casos), fimose/prepúcio exuberante e HPV. A melhor forma de prevenir é a higienização correta da área e a vacinação contra o HPV, que previne lesões na genitália, boca e ânus”, explicou.

Geanderson Santana, acadêmico de medicina da Uncisal, abordou em sua palestra o câncer de pênis. Foto: Ascom/SMS

Ana Cecília da Silva – Ascom/SMS

 

bg azul