feed

COMARHP

Companhia Municipal de Administração, RH e Patrimônio

Rua General Hermes, 281 - Cambona
CEP 57017-010 // Fone: (82) 3312-5830.
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.

Prefeitura participa da abertura do III Fórum Eclesiástico

III Fórum Eclesiástico Foto: Marco Antônio/Secom Maceió

Nesta quarta-feira (11), foi realizado o III Fórum Eclesiástico. O evento, realizado no auditório da Assembleia de Deus, no Farol, tem como objetivo discutir as pautas das denominações evangélicas e a sua relação com o poder público. A Prefeitura de Maceió esteve representada por Alan Balbino, diretor-presidente da Companhia Municipal de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio (Comarhp).

O Fórum Eclesiástico existe desde 2015 e o Município de Maceió tem dado apoio a todas as ações que são desenvolvidas.

O coordenador do Fórum Eclesiástico e diretor-presidente da Comarhp, Alan Balbino, destacou a importância do trabalho da gestão municipal com a comunidade eclesiástica “Conseguimos alcançar diversas comunidades eclesiásticas, que são consideradas as maiores produtoras de saúde social do planeta. Com isso, pudemos aproximá-las das ações realizadas pela gestão municipal, criando esse Fórum ainda na gestão do prefeito Rui Palmeira”, lembrou.

Alan Balbino, diretor-presidente  da Comarhp e coordenador do Fórum Eclesiástico . Foto: Marco Antônio/ Secom Maceió

No Fórum, Alan Balbino apresentou o “II Guia de Orientação – serviços municipais para instituições eclesiásticas“, elaborado pela Prefeitura de Maceió. Neste documento, as igrejas poderão encontrar informações sobre como pedir isenção de IPTU, solicitação de alvarás de funcionamento, de reforma e ampliação, além de outros serviços. O guia tem abrangência estadual, podendo ser utilizado por todas as instituições eclesiásticas alagoanas.

O presidente estadual do Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política Pública e Bispo da Igreja Sara Nossa Terra, Frank Guimarães, disse que, mediante regras claras de funcionamento dos templos, as entidades religiosas têm muito a contribuir com o poder público. “Isso pode trazer uma assistência ainda maior nas comunidades carentes, pois muitas denominações realizam esses trabalhos. Por outro lado, o Guia de Orientação vai ajudar a esclarecer e eliminar as burocracias, que impedem a regularização e legalização de igrejas na capital”, frisou.

A secretária municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente, Rosa Tenório, que representou o prefeito Rui Palmeira no evento, falou da importância da elaboração do manual de orientação. “A determinação do prefeito é que a gestão esteja à disposição das comunidades eclesiásticas, que também exercem relevante papel social e assistencial. O objetivo é resolver e buscar soluções conjuntas para os problemas como, por exemplo, licenciamentos e legalizações, bem como aproximar o povo cada vez mais da Prefeitura de Maceió”, disse.

O Fórum Eclesiástico contou também com a presença de representantes dos ministérios da Cidadania, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), que irão estudar possíveis parcerias e convênios nos âmbitos municipal, estadual e federal.

Secom Maceió

bg azul