feed

SEMDS

Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável

Rua Marquês de Abrantes, s/n, Bebedouro
CEP 57018-655 // Fones: (82) 3312-5380 | Parque Municipal: 3312-5396 | Disque Limpeza 0800 082 2600
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h

Prefeitura faz operação para supressão de árvores no Centro

Equipes da Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) iniciaram, nesta quarta-feira (11), uma operação para a supressão de cinco oitizeiros plantados há mais de cem anos na Rua Augusta, conhecida como Rua das Árvores, no Centro de Maceió. O serviço está sendo realizado conforme a avaliação técnica de engenheiros agrônomos do Núcleo de Monitoramento Arbóreo (Numa) da Sudes, que determinaram a retirada em decorrência do risco eminente de tombamento pelo estado sanitário dos exemplares.

O engenheiro agrônomo Valdir Martiniano é um dos servidores da Sudes que diariamente realizam o acompanhamento das árvores na capital e explica as causas do incidente registrado ontem (10), quando um exemplar tombou na mesma via. De acordo com os critérios avaliados, Martiniano esclarece que a árvore estava com infestação de fungos e bactérias gerada pelo lançamento clandestino de esgoto diretamente na raiz principal, que apodreceu e quebrou na base. Há, ainda, problemas urbanos que ao longo do tempo que prejudicaram o estado sanitário e contribuíram para o tombamento.

“Estas árvores foram plantadas há mais de cem anos, período em que a paisagem urbana era outra e possivelmente não havia pavimentação da rua. Foram plantadas de forma irregular, pelo porte inadequado para vias públicas, justamente por se tratar de um período em que não se observava muito os critérios técnicos da arborização. O tombamento é decorrente de uma soma de fatores, no entanto, no caso da Rua das Árvores, o principal fator foi a presença de fungos e bactérias provenientes do esgoto. As raiz principal ficou oca e as secundárias não suportaram, ocasionando a queda do tronco após a base quebrar”, esclarece Martiniano.

Ainda sobre o tipo e plantio inadequado, o engenheiro agrônomo acrescenta que o oitizeiro é uma árvore de grande porte e os da Rua Augusta chegaram ao nível adulto.

“São árvores que atingiram os 25 metros e que não são recomendadas para vias públicas por conta da altura e diâmetro. Em relação a este monitoramento, o cidadão também pode colaborar. Deve-se observar se a folhagem está amarelando e secando, se há inclinação considerável do tronco, se na parte aérea há ramificações podres ou se a base está oca e com infestação de cupim ou outro inseto, além da presença de esgoto, que são fatores propícios ao tombamento, principalmente em dias chuvosos ou de forte ventania. Nestes casos, a Sudes deve ser acionada pelo 0800 082 2600”, orienta o engenheiro agrônomo.

Diretor do Numa, Bruno Talles explica que a operação foi iniciada nesta quarta e deve continuar por até dois dias, período em que trechos da Rua Augusta estarão interditados para a realização do serviço. Além da Sudes, participam do trabalho equipes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT)  e da Equatorial, que tem agido em parceria com a Prefeitura de Maceió por conta da proximidade da copa das árvores com a rede elétrica.

“O Numa da Sudes tem acompanhado a situação, há um contexto histórico em relação a estas árvores, no entanto há também uma necessidade de intervenção por se tratar de uma via de grande fluxo e se faz necessário agir pela segurança. Os técnicos avaliaram e constaram que a maior parte dos exemplares estão em condições insalubres por conta do lançamento de esgoto clandestino. Inicialmente serão suprimidas cinco e possivelmente outras serão retiradas levando em consideração os critérios técnicos com respaldo legal”, detalha o diretor do Numa, Bruno Talles.

Lucas Alcântara/Ascom Sudes

bg azul