feed

SEMED

Secretaria Municipal de Educação

Rua General Hermes, 1199 - Cambona
CEP 57017-201 // Fone: (82) 3312-5608
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.

Semed e Braskem discutem construção de unidades de ensino

Imobiliária contratada pela Braskem apontará, junto com a Semed, imóveis em locais que atenderão às necessidades da rede

Identificar imóveis que possam ser alugados ou espaços que atendam os critério para construção de uma unidade escolar. Esta foi a principal pauta da reunião realizada nesta terça-feira(17) entre a secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, o procurador-geral do Município, Diogo Coutinho, gestores da Semed e representantes da Braskem.

De acordo com a secretária, a Braskem e a Secretaria Municipal de Educação estão dialogando na tentativa de um acordo sobre localização de cinco prédios que atendam a demanda necessária da Rede, já que as escolas precisaram ser realocadas em outras regiões devido à instabilidade do solo na região do Pinheiro. “Não adianta alugar imóveis se não conseguiremos atender a demanda reprimida da Semed. Nós realizamos o mapeamento das regiões, já temos esses dados. A grande dificuldade é que não há imóveis onde a Semed realmente precisa. Não adianta a gente alugar imóveis em lugares onde não há carência de escola”, reforçou Ana Dayse.

Secretária Ana Dayse se reúne com representantes da Braskem

Durante a reunião, Ana Dayse listou a relação dos bairros onde há carência de escolas. “Nos precismos encontrar imóveis nos bairros do Benedito Bentes, Antares, Clima Bom, Santa Lúcia, Bom Parto, Jacintinho e Tabuleiro dos Martins. Se não encontrarmos imóveis aqui por perto, encontraremos onde tem. Nesses bairros citados, estamos com alunos fora da sala de aula, provavelmente muitos alunos que saíram dos bairros do Pinheiro e Mutange estão indo morar na parte alta, por exemplo”, afirmou.

O advogado da empresa Braskem, Milton Mascarenhas, acordou com a secretária Ana Dayse em agendar uma reunião com a imobiliária contratada pela Braskem, para que possam juntos dialogar na possibilidade de identificarem imóveis que atendam a necessidade apresentada. “Tentarei agendar uma reunião com a imobiliária até a próxima sexta-feira. Nosso objetivo agora é concentrar esforços para a opção de compras ou de aluguel de imóveis onde há maior necessidade de escolas”, destacou.

bg azul