feed

DEFESACIVIL

Secretaria Adjunta Especial de Defesa Civil

Rua Cônego João Barros Pinho, 107 - Pinheiro
CEP 57055-640 // Fone: (82) 3312-5890 / 199 / 0800 030 6205
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h

Prefeitura de Maceió e Braskem firmam novo Termo de Cooperação

A Prefeitura de Maceió e a Braskem firmaram mais um Termo de Cooperação Técnica visando o acompanhamento adequado do problema de instabilidade de solo que afeta os bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto. O novo documento prevê ações de apoio para o Plano de Contingência (Plancon) da área afetada pela subsidência.

O novo documento prevê medidas para implementação de ações de suporte à população através do Plancon, entre elas sistema de videomonitoramento eletrônico nas avenidas de maior tráfego, identificação através de pórticos, sinais luminosos e placas para orientar melhor a população, além da criação de um Centro de Acolhimento e Triagem (CAT) para atendimento dos moradores em eventuais situações de emergência.

Outra ação prevista no Termo de Cooperação Técnica 4 é a formação de uma Brigada dedicada ao apoio das ações da Defesa Civil. A equipe é formada por 12 bombeiros militares, que estão sendo treinados e capacitados pelo órgão municipal.

“O TC4 tem como foco o apoio necessário para que seja atualizado o Plancon e implementada as ações necessárias de suporte à população diante do novo cenário que se encontra a área afetada pela instabilidade de solo, caso haja necessidade”, explicou o diretor de Planejamento e Redução de Risco da Defesa Civil, Arthur Rodas.

Com a assinatura do novo Termo, o Plano de Contingência, elaborado pela Defesa Civil de Maceió com a participação das Defesas Civis Estadual e Nacional, está sendo atualizado. 

Este é o quarto Termo de Cooperação firmado entre as partes. O primeiro deles foi firmado em abril de 2019 e teve como objetivo a criação de uma sala de monitoramento, instalação de equipamentos e obras de mitigação. O segundo termo, firmado em dezembro de 2019, trata de um plano de trabalho proposto pelas Universidades Federais de Pernambuco e Rio Grande do Norte, e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), que prevê a instalação de rede de sismógrafos e novos DGPS para monitoramento da área. Já no terceiro documento, assinado em fevereiro de 2020, as ações são de apoio da empresa Braskem à Prefeitura para inspeção predial e demolição de edificações colapsadas na área de risco.

Ascom Defesa Civil

bg azul