seminfra feed

SEMINFRA

Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização

Rua do Imperador, 307, Centro
CEP 57023-060 // Fones: (82) 3315-5005 /3536

Infraestrutura: obras de drenagem, pavimentação e revitalização da malha asfáltica prosseguem

Como anunciado pelo prefeito Rui Palmeira em entrevista realizada em agosto, a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra), realiza em diversos pontos da cidade diversas obras estruturantes. As equipes da Seminfra estão realizando obras de pavimentação e drenagem nos conjuntos Village Campestre II, Graciliano Ramos e Santa Lúcia, além do trabalho de manutenção do Centro, recuperação da malha viária da região da orla marítima, iniciada na última sexta-feira (25) e da construção da Avenida Josefa de Mello, no Barro Duro. A série de obras está sendo executada com recursos próprios e federais.

Recapiamento de asfalto na Pajuçara  Foto: Pei Fon Secom/Maceió
Recapiamento de asfalto na Pajuçara Foto: Pei Fon Secom/Maceió

De acordo com o prefeito Rui Palmeira, as obras são imprescindíveis para elevar a qualidade de vida do maceioense, já no que diz respeito às obras do Centro e da parte alta da cidade, Rui diz que é uma forma de resposta à população de Maceió que contribui com o pagamento de impostos, a exemplo do Imposto Predial Territorial Urbano, o IPTU.

“Muitas dessas ações que são importantíssimas para melhorar a qualidade de vida da população, estão sendo executadas a partir de recursos próprios da Prefeitura. É uma forma de retribuir ao contribuinte, otimizando os espaços de convivência pública”, disse o prefeito.

O secretário de Infraestrutura e Urbanização, Roberto Fernandes, falou sobre a relevância das obras. “São obras pensadas para atender as solicitações antigas da população maceioense. É uma determinação do prefeito Rui Palmeira e estamos trabalhando para executar essas obras com rapidez e acima de tudo com responsabilidade”, complementou.

Obras na parte alta

No Graciliano Ramos, as equipes estão construindo uma galeria dupla, com dois tubos de 1.200 milímetros, que vai captar a água da chuva, evitando alagamentos. Segundo o secretário da Seminfra, Roberto Fernandes, a população ganhará mais qualidade de vida, principalmente durante o período chuvoso. No Conjunto Santa Lúcia, cerca de 50 ruas serão beneficiadas, como as transversais à Avenida Belmiro Amorim, que receberão drenagem e pavimentação. Já no Village Campestre, as obras, que estavam paradas desde 2012, por falta de pagamento da gestão anterior, serão retomadas. Na localidade será construído um túnel de drenagem, que liga o Distrito Industrial até o bairro Cidade Universitária.

Recuperação da malha viária da orla

Uma série de obras de manutenção na região da orla marítima está sendo executada pela Seminfa. Na última sexta-feira (25), foi dado início ao trabalho de fresagem e recapeamento em um trecho da Rua Doutor Antonio Gouveia, no bairro de Pajuçara.

O trecho entre o hotel Sete Coqueiros e o restaurante Dragão passará pelo processo de fresagem, técnica de restauração que possibilita a remoção controlada de uma ou mais camadas do pavimento e depois será recapeada com asfalto novo. O trabalho deve durar aproximadamente três semanas.

Josefa de Mello

A construção da Avenida Josefa de Mello prossegue em ritmo acelerado, sem prejuízo nos prazos anunciadas pela Prefeitura. A via pública ligará a Avenida Gustavo Paiva, em Cruz das Almas, às Avenidas Márcio Canuto e Juca Sampaio, ambas situadas no Barro Duro. No cruzamento das vias, ainda na altura do Barro Duro, uma passagem de nível está sendo construída para otimizar o trânsito no local.

Empenhada em R$ 7,7 milhões, fruto de parceira com a iniciativa privada, a obra registra a primeira grande obra de mobilidade urbana da Prefeitura para desafogar o trânsito na capital. Na avenida serão construídas duas pistas, uma passagem de nível, uma ciclovia e um canteiro central. No local, a Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), em parceria com a Seminfra, executará um projeto paisagístico na nova avenida. A primeira parte dos trabalhos está prevista para ser entregue no início de novembro.

Vale do Reginaldo

No Vale do Reginaldo, as obras já foram reiniciadas, estando em execução serviços de locação topográficos das obras de saneamento. Demolição e remoção de entulhos com limpeza da área para locação topográfica de pontes e viadutos sobre o canal do Reginaldo. Vale ressaltar que as obras habitacionais são de responsabilidade do Governo do Estado.

Também estão previstas a drenagem, por meio de tubulação subterrânea, nas vias marginais do Riacho do Reginaldo, e o revestimento do Riacho do Pau D’Arco e trechos do Riacho do Reginaldo para minimizar os eventuais problemas em época de chuva.

Centro

As equipes estão trabalhando na manutenção de todo o calçadão. Realizando limpeza nas canaletas e trocando as placas de concretos, também estão sendo instaladas grelhas na rede de drenagem, para dificultar a entrada do lixo que o bloqueia o escoamento da água. No total, R$ 267 mil serão investidos na recuperação de diversos trechos. Já foram concluídas a troca de piso e a colocação de novas placas e desobstrução de galeria da Rua do Comércio até a Moreira Lima. Na Rua Boa Vista, passando pela Rua do Livramento, até a Moreira Lima e outro trecho da Moreira Lima até a Cincinato Pinto já feita a troca de piso e segue em andamento a desobstrução de galerias. Serão recuperados 438 metros quadrados de piso em ladrilho, 42 tampas de chapas antiderrapantes para cobertura das caixas de esgoto e caixas elétricas.

Pacote de obras

Em setembro último, um pacote de ordens de serviço, foi anunciado para executar serviços de terraplanagem, pavimentação, recapeamento, drenagem pluvial subterrânea em diferentes bairros e conjuntos habitacionais na capital. De recursos próprios da Prefeitura foram orçados R$ 14 milhões provenientes da arrecadação de tributos municipais pagos por toda a população maceioense. Somente nos serviços de revitalização e reurbanização do Vale do Reginaldo foram compactuados R$ 5,4 milhões da Prefeitura em convênio retomado com a Caixa Econômica Federal (CEF) de R$ 54,6 milhões, totalizando R$ 60 milhões.

Secom Maceió

bg azul